Spotify, Álbum e EP – Como Trabalhar Com Estas Mídias

spotify-album-ep

Spotify, Álbum e EP

Neste artigo falaremos sobre Spotify, álbum e EP. Iremos explicar um pouco sobre estas mídias e dar algumas dicas para você que tem uma banda e está no processo de produção e para você que deseja entender as principais funções de cada uma.

O Spotify atualmente é a principal ferramenta de streaming de música, este ano a mesma atingiu a meta de 50 milhões de assinantes ultrapassando seu principal concorrente a Apple Music. Um relatório divulgado no fim do ano de 2016 pela Nielsen mostrou que os norte-americanos escutaram 431 bilhões de músicas em plataformas de streaming. Isso já é o bastante para provar a tendência deste tipo de serviço.

E como ficam os álbuns e EP’s físicos? Esta é uma pergunta recorrente nos últimos anos no universo fonográfico. É fato que os discos físicos deixaram de ser a principal fonte renda de músicos dos mais diversos estilos. Porém eles ainda estão por ai, não foram totalmente extintos e tem seu valor agregado.

Dada a introdução sobre o poder do Spotify e serviços streaming, vamos falar sobre as mídias físicas.

EP

Um EP é disco produzido com uma proposta comercial diferente de um álbum. Costuma ter entre 3 no máximo 5 músicas e uma produção “limitada” referente a conceitos, capas e linha sonora. Os principais objetivos de um EP é apresentar a proposta sonora de uma banda, identidade visual e utiliza-lo como “matéria prima” para o marketing da banda.

Com um EP lançado é interessante escolher uma música de trabalho de preferência que carregue o nome do mesmo para reforçar o título, e produzir um web clipe. A diferença de um clipe para um web clip é a mesma de um EP para álbum (o nível de produção). Um web clipe costuma ser mais simples, pode ser trechos de um ensaio ou mesmo de shows. Veja um exemplo de um web clipe da Sioux 66 . 

Se sua banda está começando agora, tem pouco material próprio e pouca verba, produzir um EP é uma boa opção, você terá um material para trabalhar o marketing da sua banda e principalmente conquistar o seu público pouco a pouco. Com estas estratégias muitas bandas conseguem trabalhar e se planejar durante 1 e até mesmo 2 anos. Já com um público conquistado, experiência de estrada e economias arrecadas, entram em estúdio novamente para produzir um álbum.

Álbum

Diferente de um EP um álbum exige uma pré-produção bem definida, isso pode levar algum tempo. É pensado um conceito do disco, a mensagem que o mesmo irá transmitir e como ela será comunicada, possíveis músicas de trabalho, capa, lançamento, identidade visual do disco e da banda, e outros pontos importantes para o marketing e planejamento.

Um álbum normalmente possui entre 7 e até 12 músicas ao todo, o tempo de um disco gira em torno de 35 minutos, no máximo 45 minutos. Antigamente era comum encontrar discos com 15 e até 20 músicas, porém com a competitividade de informação e fatores mercadológicos esta média foi diminuindo.

Se sua banda tem um material considerável e uma verba para investir no mesmo, um álbum é uma boa opção, com ele você consegue promover a sua banda durante 2 e até 3 anos até lançar um outro álbum, podendo analisar as músicas que se destacam para criar um ou mais clipes.

Após um ano do lançamento do álbum, muitas bandas utilizam de estratégia o lançamento de um single (uma música nova) para mostrar um material novo. Dependendo da aceitação do público este single pode virar título e música principal do possível EP ou álbum novo.

Conclusão

Como pode ver o Spotify e os serviços de streaming é sem dúvida uma tendência, os números provam isso, porém os álbuns e os EP’s estão aí no mercado, e tem o seu valor agregado, tanto em sua forma digital quanto em sua forma física. O mercado midiático como um todo está passando por uma transição com o avanço desenfreado das novas mídias digitais, é fato que se mudou o modo como consumimos conteúdo, seja audiovisual ou somente músicas.

Portanto a melhor opção para você músico, produtor ou especialista da área, é entender como o público esta consumindo este conteúdo e ficar extremamente atendo as tendências, já que atualmente dormimos na versão 1.0 de algo e acordamos com a versão 2.0.

Esperamos que este artigo tenha lhe ajudado de alguma forma, tirando uma dúvida, dando alguma ideia ou agregando com alguma informação. Deixe seu comentário abaixo ou em nossas redes sociais, dicas, sugestões e criticas construtivas são muito bem vindas.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Comment
Name*
Mail*
Website*